Menino de quatro anos morre afogado em piscina particular

View previous topic View next topic Go down

Menino de quatro anos morre afogado em piscina particular

Post by Λιλιανα on Fri Jul 16, 2010 6:23 am

Um menino de quatro anos morreu afogado, ontem, quinta-feira, na piscina da casa de um familiar, na freguesia do Monte, Murtosa. Uma escorregadela, numa altura em que estava momentaneamente sozinho, terá estado na origem da tragédia.

Samuel Pinto da Silva, de quatro anos de idade, que vivia com uma tia (irmã do ex-companheiro da mãe) foi encontrado sem vida no interior da piscina da vivenda, pouco depois das 13 horas de ontem, situada no numero 32 da Av. Santo António do Monte, no Monte, Murtosa, em frente à igreja da freguesia.

Um familiar da infeliz criança disse, ao Jornal de Notícias, que Samuel teria escorregado e caído no interior da piscina.
“Foi uma questão de segundos”, frisou, recusando-se depois a prestar mais esclarecimentos

Na realidade, tudo indica que tenha sido uma imprevidência tão natural em crianças que tenha custado a vida ao Samuel.

A piscina onde ocorreu a tragédia terá cerca de metro e meio de profundidade e na altura estaria com cerca de um metro de água.
Situada nas traseiras da vivenda, a piscina estava a ser alvo de trabalhos de manutenção, mormente a reparação do motor de água.

Para ontem estava previsto o enchimento da piscina, soube o JN.
Uma fonte policial disse ao JN que a tragédia aconteceu, quando os elementos da equipa de manutenção se dirigiram à casa das máquinas juntamente com a proprietária da casa, deixando o pequeno Samuel sozinho.

Ao regressarem para junto da piscina, que não possuía qualquer protecção, deram com o pequeno Samuel a boiar, retirando-o de imediato.

Uma equipa médica de emergência tentou reanimar a criança, mas todos os esforços foram em vão. O corpo de Samuel foi transportado pelos Bombeiros Voluntários da Murtosa para a delegação de Aveiro do Instituto de Medicina Legal para ser autopsiado, desconhecendo-se a data do funeral.

A GNR da Murtosa, que esteve no local, participou a ocorrência ao Ministério Público do juízo de Estarreja da comarca do Baixo Vouga.

A tia de Samuel, proprietária da pizzaria Romana, na praia da Torreira, entrou em estado de choque, após a tragédia, tendo recebido apoio psicológico de uma equipa do INEM, que só abandonou a residência cerca das 17 horas.

Fonte: jn

Λιλιανα

Messages : 5754
Points : 1937
Reputação : 48
Localização : Biana do Castelo

View user profile

Back to top Go down

View previous topic View next topic Back to top


 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum