Após suicídios e protestos, Foxconn aumenta salários.

View previous topic View next topic Go down

Após suicídios e protestos, Foxconn aumenta salários.

Post by ritandrade on Wed Jun 02, 2010 6:48 pm

A fabricante de tecnologia Foxconn vai aumentar em 30% os salários dos funcionários como forma de combater a onda de suicídios na fábrica chinesa de Shenzhen, na província de Guangdong.
Os aumentos salariais entram em vigor imediatamente, explicou um porta-voz da empresa-mãe da Foxconn, o grupo Hon Hai Precision sedeado em Taiwan. O salário base dos operários ronda os 900 yuan (108 euros), o mínimo legal na região.
"Esperamos que o aumento salarial ajude a melhorar os padrões de vida dos trabalhadores e lhes permita ter mais tempo livre, o que é bom para a sua saúde", disse o porta-voz aos jornalistas.
A Foxconn anunciou anteriormente estar a planear transferir parte da produção do Sul para o Oeste da China, onde é recrutada a maioria dos operários, para que estes fiquem mais perto de casa e, assim, evitar mais suicídios.
O plano, citado pela imprensa económica de Taiwan, envolve a transferência de cerca de um quinto dos 400 mil operários que a Foxconn emprega nas fábricas de Shenzhen, Sul da China.
Os novos planos da empresa surgem em resposta à onda de suicídios que tem assolado a fábrica da Foxconn em Shenzhen e que já fez dez vítimas mortais entre um total de 12 tentativas de suicídio desde o início do ano, das quais dois operários sobreviveram com ferimentos graves.
Um outro operário, a 11.ª vítima, suicidou-se numa fábrica do grupo no Norte da China.

Desrespeito pelos direitos básicos

Nove sociólogos da China criticaram a Foxconn numa carta aberta, em que atribuem a onda de suicídios ao desrespeito de direitos humanos básicos.
"A fábrica fala de 'trabalhadores migrantes' para se desculpar e paga-lhes salários muito mais baixos do que a média dos países subdesenvolvidos, forçando-os a levar uma vida sem qualquer dignidade", refere a carta.
A Apple, um dos principais clientes da Foxconn, anunciou estar a investigar a situação na fábrica de Shenzhen onde é produzido o novo “iPhone”, a par da Dell e da HP, que dizem estar a avaliar as condições de trabalho dos operários na mesma unidade onde são fabricados os seus produtos.
Do lado de fora dos portões da Foxconn, os operários queixam-se de longas jornadas, salários baixos e elevada pressão psicológica na linha de montagem.

Fonte: Jornal De Notícias
avatar
ritandrade

Messages : 17695
Points : 10278
Reputação : 220
Localização : Puerto :p

View user profile

Back to top Go down

View previous topic View next topic Back to top


 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum